TCE examina contrato irregular de transporte escolar em Várzea Paulista

Então... existindo um consenso nos bastidores de Várzea Paulista, no qual se entende que o atual prefeito deverá responder aos vários processos em andamento na justiça, seja por improbidade, seja por superfaturamento ou por outra representação no Ministério Público, é considerado como certo que a vida do atual prefeito não será nada fácil após deixar o cargo, mesmo apoiando e conseguindo eleger um candidato como seu sucessor no comando da prefeitura a partir de 2021. Mesmo com todas as limitações da pandemia, o Tribunal de Contas do Estado tem atuado nas análises dos Contratos de Prestação de Serviços ao município e, dentre eles, publicou recentemente um Despacho referente ao Processo eTC-11169.989.17-5, tendo como contratante a Prefeitura Municipal de Várzea Paulista, e como contratada a empresa Itnerol Locadora e Transportadora Turística Ltda., referente prestação de serviço de transporte escolar contínuo. Trata-se, neste caso, do exame da dispensa de Licitação nº 31/2013 (vide abaixo), que prorroga o contrato por mais 3 meses no valor de R$ 842.441,40, e execução contratual. Isso aconteceu em 2013, ano em que o TCE REJEITOU as Contas municipais, mas que os vereadores ignoraram e aprovaram por unanimidade em nome da "governabilidade". Pelo sim pelo não, desde que assumiu o cargo executivo, o prefeito continua sendo alvo assíduo da justiça... Oremos?