Então... o Conselho Municipal de Saúde "expulsou" o Conselheiro que exigia explicações do governo de Várzea Paulista

Então... foi informado extra-oficialmente ao Blog que, na reunião 363 do COMUS, o conselheiro José Maria dos Anjos lamentavelmente foi destituído do Conselho Municipal de Saúde. Ora, é de conhecimento de todos aqui de Várzea que a Saúde não tem sido tratada como prioridade neste atual governo. Todos sabemos disso, face às muitas reclamações e denúncias praticamente diárias dos munícipes. E mais, não se sabe notícia de que alguém anteriormente fiscalizou verdadeiramente os serviços da Saúde... nem mesmo os vereadores, que sequer dignaram a fazer uma Comissão Especial de Inquérito para investigar a denuncia na delação da OS Vitale contra o gestor da Comunicação e a gestora da Saúde. Bom, a Lei Federal 8080, que rege o SUS, estabelece o controle social através da população organizada nos Conselhos de Saúde. Aqui em Várzea Paulista especulam nos bastidores e opinião pública que o governo, aparentemente, têm manipulado os membros do Conselho com supostos "mimos" e pequenas "benesses", nos quais acabariam cedendo e fazendo o "jogo" do governo.

Mas, nesta gestão, o COMUS foi surpreendido por um membro da sociedade que entrou no Conselho para mudar essa história e fiscalizar a Saúde como se deve, principalmente nas Prestações de Contas. José Maria Dos Anjos, o hoje conhecido xerife da Saúde, iniciou seu mandato procurando colocar ordem no Conselho, questionando a forma como as Contas da gestão da Saúde eram "aprovadas". Entretanto encontrou "resistência" ao tentar fiscalizar como se deve, inclusive discordando da forma como estava sendo feito as coisas por lá. Bom, com o governo municipal e gestão de Saúde dificultando seu trabalho de fiscalização, o conselheiro por fim protocolou denúncia no Ministério Público, que instaurou Inquérito Civil para investigar a gestão da Saúde, coisa que deveria ser feito pelos vereadores que foram eleitos para isso.

Comentam também que deve ter uma pessoa "infiltrada" no grupo dos xerifes da Saúde, para saber o que se passa dentro do grupo e, de posse das informações do grupo, juntamente com a presidente do COMUS, "programarem" a pauta desta última plenária, supostamente em "parceria" com o governo (o prefeito teve pedido de afastamento por improbidade na câmara municipal), no intuito de expulsar, como fizeram, o único conselheiro que questionou e enfrentou sem medo a gestora da Saúde, que inclusive foi denunciada na delação da O.S. Vitale, juntamente com o gestor de comunicação, conforme o Processo n٥ 0026786-40.2017.8.26.0114 em andamento no Fórum de Campinas, por "Quadrilha ou Bando" (clique aqui para ver), ambos acusados de receber propina da OS VITALE que co-administra a UPA e Hospital, cujo Contrato Emergencial deve ser renovado apesar do Processo Judicial na Operação Ouro Verde.

Quanto ao "desligamento" do COMUS, certamente o agora ex-conselheiro vai recorrer à justiça para reaver o seu legítimo mandato no Conselho e continuar ajudando os munícipes de nossa cidade. Se todos apoiarem os Xerifes da Saúde de Várzea Paulista, principalmente porque os usuários da UPA e Hospital são testemunhas da "qualidade" do atendimento aos munícipes, do tempo de espera para exames e procedimentos hospitalares, da falta de medicamentos, etc., quem sabe os vereadores desçam do pedestal que os mantém distantes da população e eleitores para, finalmente, se importar com a população que os elegeram... Oras, é a população que paga os salários dos vereadores para fiscalizar a gestão pública de Várzea Paulista, onde o prefeito, gestores e funcionários também ganham para fazer uma administração voltada para a cidade e munícipes... pelo menos deviam, segundo especulam uns e outros...