Vice-prefeito de Várzea Paulista filia-se ao PSDB, e agora?

Então... a "queda de braço" entre o governo federal e o congresso nacional, pelo controle dos 30 bilhões de reais do Orçamento Executivo, entrou na fase critica dos interesses dos parlamentares, onde a "suposta" chantagem do "toma-lá-dá-cá" parece não estar funcionando conforme querem os congressistas... Ora, tem até quem está sugerindo que o programa Silvio Santos poderia lançar o quadro "Quais parlamentares quer dinheiro?", para ajudar mostrar ao público quem é quem no congresso nacional, e que pode até mesmo ser um sucesso de crítica. Enquanto isso, segundo uns e outros, o vice-prefeito de Várzea Paulista, que estava sem partido, "discretamente" se filia ao PSDB de Várzea Paulista, com a articulação e coordenação do ainda atual presidente do diretório municipal (ex-gestor de comunicação exonerado por "supostamente" ter recebido propina da O.S. Vitale, ex-co-gestora da Saúde). Dizem que o deputado federal do PSDB da Região esteve presente "prestigiando" o ato da filiação. Bom, com isso, aparentemente o governo municipal parece abrir mão de fazer o sucessor pelo PV, partido do atual prefeito. Comentários nos bastidores e opinião pública dão conta que essa filiação deveria ser mantida em "segredo" até dia 04/04, ultimo dia para registro de filiação partidária. Mas como já vazou, certamente deve criar alguns embaraços, e até mal estar, em alguns meios políticos da cidade e Região e, claro, também vai ter quem vai sair no lucro. Seja como for, uns e outros estão dizendo, jurando de pé junto, que quem manda mesmo no PSDB de Várzea Paulista é o prefeito. Será? E o PV, como fica nisso tudo? Ah, circula nos bastidores que o MDB está tentando emplacar o vereador do partido como vice na eventual chapa do vice-prefeito na disputa eleitoral. Pelo sim pelo não, há males que vem para bem, ou não? Oremos!