A GESTÃO DE SAÚDE DE VÁRZEA PAULISTA, A UPA E O “ATENDIMENTO” DO MÉDICO “PEDIATRA"

03/08/2018 11:08

Há alguns meses atrás, a gestora de Saúde foi entrevistada e, pra variar, falou um monte de bla bla bla, mas vamos ao que interessa no momento...

Ao ser questionada sobre a UPA, disse que o atendimento era referência... disse também que ela, dra Mônica, é responsável somente pelas UBS... aliás uma irresponsável né, afinal damos conta de que tem faltado de tudo nas UBS, não apenas os medicamentos, mas insumos para curativos como gases, luvas, caixa para descartar seringas e agulhas...

Em sua fala, disse que a responsável pela UPA é a empresa que a administração, no caso a Vitale. Pelo que é do nosso conhecimento, a prefeitura é mais responsável pela UPA do que a empresa administradora, afinal foi a prefeitura quem contratou a mesma. Se as assinaturas que constam no contrato são do sr prefeito e da sra gestora de Saúde, então são eles os responsáveis pelos acertos e principalmente pelos erros que a empresa comete...

Erros esses que tem sido frequentes, como relatados por vários munícipes que fizeram uso da UPA por ser mais próximo, e tiveram que recorrer a hospitais de Jundiaí ou particulares para terem seus reais diagnósticos e o tratamento correto...

Há pouco tempo atrás uma moradora do Jd Bertioga levou sua bebê de 7 meses a UPA, pois a criança estava com febre. O "médico" que a atendeu, mesmo a criança não estando tossindo, espirrando, com o narizinho tapado ou escorrendo, pulmões limpos, etc., o dr. que a atendeu insistiu que era uma gripe, receitando remédios para tal... graças a Deus a mãe da criança foi sábia e levou a filha no HU, Hospital Universitário, em Jundiaí, onde foram feitos exames e descobriu-se que a causa da febre era infecção urinária...

Esta semana, pra variar outro erro..

Dia 31 de julho, a mãe leva a filha de 11 anos que caiu e machucou o braço na UPA, lá fizeram um raio x, o médico diagnosticou "apenas" como luxação, prescreveu dipirona pra dor e mandou pra casa, pra variar a mãe da menina a levou em outro médico, já que a criança chorava muito de dor, outro raio x, e... adivinhem?? Braço quebrado... Duas coisas martelando em minha cabeça... a criança precisou passar pela triagem antes de ser atendida, até que o pediatra a chamou para atendimento, mandou para o raio x...

Primeiro, a criança deveria ter passado com pediatra, mas o receituário do médico não consta que o mesmo é pediatra... e pesquisando no site do CREMESP, o CRM do médico não possui especialidade registrada, e conversando com um amigo da Saúde, me disse que qdo não possui registro de especialidade é porque o médico é clínico geral (clique na imagem para aumentar)...

Outra coisa, será mesmo que os técnicos em radiologia são mesmo técnicos?

Sabem o que estão fazendo? Ou melhor, será que esses médicos que estão atendendo na UPA, que é referência como disse a dona gestora de saúde, sabem ler um raio x??

Não é possível!!

  

Clique para ouvir o áu dio sobre o  médico!

Fico até sem saber o que falar... realmente, a dona Mônica tem razão, nossa UPA é referência de péssimo atendimento...

Não bastasse você ter que esperar horas e horas para ser atendido, você espera horas e horas para ter um péssimo atendimento...

Até quando teremos que ser vítimas da arrogância dessas pessoas, que mesmo sabendo de tantas reclamações, não estão nem aí, tratando com descaso a dor e sofrimento de quem depende do serviço público??

Incrível, certa vez o gestor de comunicação, ou sei lá do que, disse que eu, sim, euzinha aqui, sou a única a reclamar da saúde na cidade. Acho que fui clonada...

 

 

Voltar

Pesquisar no site

BVP © 2012 Todos os direitos reservados.

VárzeaPaulista/SP