1033 - MARINA E ALCKMIN VIRARAM TERCEIRO PELOTÃO

17/09/2018 11:00

   Abordagem de Helena Chagas

   Fonte https://osdivergentes.com.br/helena-chagas/marina-e-alckmin-viraram-terceiro-pelotao/

  A pesquisa BTG Pacual/FSB que acaba de sair é extremamente favorável a Jair Bolsonaro, guindado aos 33% (30% na espontânea) das preferências e derrotando ou empatando com  os adversários no segundo turno, numa clara divergência com as outras pesquisas. A discrepância é atribuída sobretudo à metodologia das entrevistas por telefone, na qual o peso das classes média e alta seria maior. Pode ser que sim, pode ser que não. Mas há tendências incontestáveis, e que coincidem com outras levantamentos, a vinte dias das eleições:

1. Haddad cresce em ritmo acelerado e tem mais chances de estar no segundo turno. Do último levantamento da série, há dez dias, para hoje, período que incluiu a formalização de sua candidatura, o petista passou de 8% para 16% dos votos, ultrapassando Ciro Gomes, que também cresceu, mas num ritmo mais modesto, de 12% para 14%. De qualquer jeito, está nos calcanhares de Haddad, a espera de um escorregão.

2. Geraldo Alckmin e Marina Silva passaram para o terceiro pelotão. Não há mais quatro candidatos embolados na disputa pelo segundo lugar. Marina caiu de 8% para 5% e Geraldo Alckmin diminuiu de tamanho de 8% para 6%. Esse último movimento, na margem de erro, ainda poderia ser conceituado com o eufemismo oscilação, mas tudo indica que é mais do que isso e que eles estão fora do páreo. Três  semanas de horário eleitoral não tiveram o efeito esperado sobre a candidatura tucana e tudo indica que Geraldo já esteja sob o efeito de uma debandada – ou um voto útil às avessas.

3. Segundo turno embolado e alvo de informações contraditórias.  Não dá para levar ao pé da letra ainda esses resultados. Se Bolsonaro realmente cresceu, como aponta essa pesquisa, pode ser normal que tenha avançado num segundo turno, vencendo Alckmin (43% x 36%) e Haddad (46% x 38%) e empatando com Ciro (42% x 42%). Esse não é, porém, o resultado de outros institutos. Como esse confronto final ainda está distante, não é possível comprar as pesquisas pelo valor de face.

4. Discrepâncias também no quesito rejeição. O campeão de rejeição nas outras pesquisas, Jair Bolsonaro, aparece agora em sétimo lugar, com seus 45%.Pela BTG/FSB, todo mundo é mais rejeitado do que ele: Marina (58%), Alckmin (53%), Meirelles (48%), Haddad (48%). 

E agora? Melhor esperar nova pesquisa…

 

Voltar

Pesquisar no site

BVP © 2012 Todos os direitos reservados.

VárzeaPaulista/SP