453 - V.PTA.: E O PREFEITO COM ISSO ?

23/04/2015 09:02

   É sob o impacto do descontentamento público que o governo municipal, junto com o legislativo, deve estar se preparando para o que der e vier em 2016. Pelo menos é que se comenta na opinião pública. Estão preocupados ? Muito... E, claro, tem os que "não ligam", e que são os quem não foram eleitos ou que se sentem seguros que serão reeleitos...

   Bom, estando preocupados então pode ser a hora certa do governo, talvez, fazer mea culpa, explicando como perdeu verbas por decurso de prazo, como só agora no ano pré-eleitoral é que parece dar atenção aos alagamentos no córrego Bertioga, explicar porque a UBS da Cruz Alta não está pronta, nem porque não apresenta o projeto do Poupatempo Saúde, nem comenta da Maternidade que lhe garantiu a eleição, e muito menos acabou com a falta de medicamentos que, praticamente, GARANTIU sua eleição porque o eleitor confiou nele, confiou que a falta de medicamentos ia ser resolvido assim que assumisse o mandato em janeiro/2013.

   Dois anos e 3 meses de mandato e a falta de medicamentos se agravou mais que no governo anterior do PT. Se o governo desembolsa cerca de uns R$ 4 milhões com medicamentos por ordem judicial, e cerca de R$ 600 mil para os do dia a dia das farmácias nas UBS, então alguma coisa tem que ser revista nas contas municipais com URGÊNCIA...

   Até aqui, o prefeito e a equipe executiva fez de conta que está tudo bem na área de saúde pública, se recolhendo em uma zona de conforto construída em que se protegem, se reunindo no gabinete com “apoiadores” e “assessores” que “pensam” sem contrariar o “chefe de governo”, enquanto o secretário “principal” continua a tentar convencer o eleitorado que está tudo bem e, inclusive, fazendo até filme para divulgar nas redes sociais para mostrar que o governo está “reconstruindo” a cidade, coisa que o eleitorado não vê e não acredita com a crise crônica da falta de medicamentos, fila de espera e demora no atendimento médico e exames nas UBS, e as filas cansativas de espera no Hospital. E mais, parece que tem a anuência da câmara municipal, que participa da mesma encenação do jogo do faz-de-conta. Não está funcionando junto ao eleitorado.

   Também não funciona porque o prefeito tem a base comissionada contratada para cumprir favor político de campanha, quando todos veem as declarações de que o governo não tem dinheiro, que não deve ter mesmo, mas que consegue pagar os salários dos mais de 2.000 funcionários públicos, coisa de quase 8 milhões de reais por mês, em uma arrecadação de 15 milhões mensais em média, sobrando apenas 7 milhões para pagar TODAS as despesas para o governo funcionar, incluindo: materiais limpeza, higiene, energia elétrica, telefones, gasolina para a frota de veículos, manutenção patrimonial e de infraestrutura, medicamentos, ações sociais, esportes, cultura, educação, etc., etc...

   Quanto ao legislativo, está sendo muito mal visto pelo eleitorado, muito mais que antes. E há aquele problemão, os vereados estão preocupadíssimos com a reeleição, não aceitando frontalmente o desgaste do eleitorado com o governo, e com eles mesmos, e ainda acreditam que serão reeleitos mesmo que precisem usar de métodos conhecidos por quem compra voto.

   Promover a mudança política e social aqui de Várzea Paulista é possível, já que os grandes homens públicos (eles existem!) têm obrigação de pensar mais, melhor e mais longe. Mas, ponha-se no lugar de um inexperiente administrador municipal, cercado de pessoas também como ele e, claro, contando principalmente os ineptos, oportunistas e bajuladores. O que de bom, de sensato e competência tem para ser visto e admirado no governo ?

  Então, temos o prefeito aparentemente sem ter muito o que mostrar e sem resultados na prática, exceto dizer que não tem dinheiro, um legislativo preocupadíssimo com seus interesses e com a opinião pública desacorçoada com tudo isso. Tem ainda os eleitores, injuriados e desgostosos com os votos que deram aos eleitos à espera da mudança prometida, do sonho prometido, mas de viabilidade prática irreal, eleitores que já acordaram deste sonho de mudança baseado em fantasia para ganhar a eleição, sonho para sonhar sem ver acontecer...

   E o prefeito com isso ? É o que se ouve na opinião pública nestes primeiros 2 anos e 3 meses de mandato. A pergunta é: o prefeito e os vereadores vão conseguir se reeleger em 2016 ? 

  Resumindo: A opinião pública tem perguntado “cadê o governo de reconstrução” ? Cade os vereadores ? O "gato" comeu ? No mínimo, estão mastigando, devagar, calmamente, enquanto o circo pega fogo, a cidade fica ao descaso e os boatos de corrupção no governo corre solto. O eleitorado não está engolindo isso. Ou está ?

Voltar

Pesquisar no site

BVP © 2012 Todos os direitos reservados.

VárzeaPaulista/SP