522 - V.PTA.: FALTA DINHEIRO NA PREFEITURA E SOBRA NA CÂMARA MUNICIPAL ?

07/10/2015 08:03

  Publicamos na integra o email recebido de eleitor revoltado com a Casa de Leis, na expectativa que leve os srs. vereadores a repensar suas obrigações para com os eleitores, mesmo porque a corrida eleitoral já começou e as chances de reeleição estão se esgotando aceleradamente com o que acontece na câmara municipal.

   "Prezados Srs. do Blog Várzea Paulista, Municípes e Eleitores:

   Como eleitor, não posso deixar de externar minha irreversivel decepção com o que acontece na Câmara Municipal . 

   Apesar da medidas severas de contenção de despesas do Executivo, com sérias dificuldades financeiras para pagar suas obrigações no Contas a Pagar, inclusive a folha de pagamento salarial em torno de 8 milhões de reais por mês, a Casa de Leis parece não fazer parte do “mundo” financeiro do governo e aprovou no dia 06/10, com apenas 1 voto contra, uma Lei que permite aos servidores do legislativo aumentar seus ganhos salariais em mais 10h semanais, ou seja: aumento em mais de 30%. Foi uma demonstração de absoluta falta de respeito pelo dinheiro público, pelos eleitores que os elegeram e pela população. Foi como uma declaração de imoralidade no mandato que exercem, do pouco caso que fazem dos votos de confiança que receberam de nós eleitores.

   Com a condição do legislativo ser um poder independente, a Câmara de vereadores aqui de Várzea Paulista segue “nadando de braçadas” em plena crise econômico-financeira que assola o país. Sem atraso nos repasses, o que tem acontecido com quase todo mundo que depende de recursos e pagamentos da prefeitura, a Casa Legislativa, além de não divulgar um centavo sequer dos gastos, também resolve abrir a possibilidade de incrementar os salários dos funcionários da casa. Além disso, os edis ainda justificam tal medida como “necessária”, mesmo com funcionários fazendo mais horas-extras que horas normais, e sem necessidade.

   Isso mesmo, se tem um órgão que ainda não se “coçou” para tentar ajudar o município a vencer a dificuldade da redução de receita municipal, e a severa crise que vive o país, esse lugar é a câmara de vereadores. Enquanto empresários reduzem postos de trabalho e a prefeitura corta várias despesas, o legislativo municipal segue como se nada estivesse acontecendo.

   Mais triste é o fato da produção legislativa da Casa não corresponder em nada com o “investimento público” feito em seus agentes. Desde que iniciou esse mandato, os edis pouco, ou quase nada, produziram para se justificarem no Legislativo, exceto a si próprios como na evidente defesa dos loteamentos no bairro do Mursa em uma cidade com sérias deficiências na precária infraestrutura municipal e nas limitações naturais dos recursos hidricos na cidade.

   Como se tem percebido ao longo dos últimos anos, a Câmara de vereadores segue mesmo na contramão de outros órgãos públicos, que em todo o país tem estabelecido critérios mais rigorosos para o uso de recursos disponíveis, assim como a ampliação da transparência das prestações de contas, que sempre apresenta problemas na administração legislativa junto ao Tribunal de Contas do Estado de S.Paulo como nos casos dos 2 últimos presidentes legislativos. 


   Att., 

  Um eleitor que não vota mais em nenhum dos vereadores que estão no mandato atual."

 

 

Voltar

Pesquisar no site

BVP © 2012 Todos os direitos reservados.

VárzeaPaulista/SP