549 - V.PTA.: GOVERNO MUNICIPAL, GESTANTES E MATERNIDADE

04/02/2016 08:50

  É, parece que o tom de criticas ao governo municipal está em fase de crescimento inevitável neste ano eleitoral. Isso é normal ? DEPENDE, dizem uns e outros que conhecem como a política funciona dentro e fora dos bastidores.

  1 – Depende das promessas feitas na campanha eleitoral de 2012, e que NÃO estão sendo cumpridas, ou sequer explicadas pelo governo porque não as estão cumprindo, deixando uma forte impressão que foram apenas promessas pra vencer as eleições. Isso se aplica ao prefeito e aos vereadores.

  2 – Depende também, com ênfase, da equipe executiva escolhida pelo prefeito para administrar a cidade e serviços públicos, de modo a atender as expectativas dos eleitores e população que votaram por MUDANÇA. Mas dentre todos os secretários, a opinião pública sabe que apenas 3 ou 4 estão sendo deveras eficientes e competentes no comando da secretaria, apesar da “falta de dinheiro” nos cofres da prefeitura, ou seja: Finanças, Obrase Gestão Pública. A opinião pública entende que o menos eficiente e deixa muito a desejar é o Secretário da Saúde, e comentam também que é um cargo mantido por acordo de campanha eleitoral.

  3 – Depende também dos vereadores, que também prometeram isso e aquilo de sempre para serem eleitos, tipo moradia-saúde-segurança-esportes-educação-etc, mas até hoje só se ocuparam das suas prioridades pessoais. E isso incluí os vereadores do PT em particular, pois ao perderem os cargos dos seus protegidos no governo, passaram a ser “oposição”. Ora, dizem uns e outros, por não eram oposição antes disso? E os outros? Os outros votam conforme a vontade do governo municipal, segundo se ouve nos bastirores e nas sessões públicas da câmara municipal.

  4 – Depende dos eleitores continuarem a acreditar nos políticos eleitos que esperam ser reeleitos, inclusive até acreditam que serão. Mas o que cada um fez e tem para mostrar aos eleitores como realização no mandato?

  Neste ano eleitoral o prefeito e os vereadores querem ser reeleitos? Porque? Antes de ficarem indignados com critica sincera, seria honesto da parte deles comentarem e explicarem o que o professor Eduardo Cruz Filho questionou ontem no Facebook, e que reproduzimos abaixo na integra:

  “Hipocrisia e mais hipocrisia...
  Alguns vereadores e algumas vereadoras têm postado mensagens de indignação referentes ao anúncio que o HU (Hospital Universitário de Jundiaí) deixará de atender as gestantes de Várzea Paulista.
Cabem nessa situação absurda duas questões:
  1ª - Por que as futuras mamães de Várzea Paulista precisam buscar atendimento médico em Jundiaí? Resposta: Porque a saúde pública de Várzea Paulista está, como sempre esteve, abandonada. 
  2ª - Por que esses(as) vereadores(as), "tão indignados", que têm ocupado a Câmara por anos e anos permitiram que a saúde de nossa cidade chegasse ao ponto que chegou?”

  Na campanha eleitoral 2012, o atual prefeito disse em TODOS os seus discursos que a saúde pública aqui da cidade estava falida, que era um absurdo conviver com a falta de medicamentos, que tinha que ser mudada a situação precária da saúde pública que estava na UTI, e que se ele fosse eleito PROMETEU que ia resolver, e que não achava justo que a cidade não tivesse Maternidade e um Hospital de verdade, etc, etc., e claro, os candidatos a vereadores fizeram a mesma coisa na mesma campanha.

  Foram eleitos, e cadê que o prefeito e vereadores tocam no assunto fazendo de conta que não é com eles? Foi só promessa para serem eleitos, dizem muitos e muitos eleitores, e agora querem ter moral e o direito para reclamar e criticar Jundiaí por Várzea Paulista não fazer o que deveria estar fazendo? Quem disse a eles que podem?

  Afinal, o que pensam o prefeito e vereadores aqui de Várzea Paulista para “acharem” que Jundiaí é que deveria cuidar das gestantes aqui da cidade? Quem disse isso a eles? Que se passa, pergunta-se na opinião pública?

  Ora, se o prefeito e os vereadores não responderem de forma convincente as 2 questões do prof. Eduardo Cruz Filho, fica caracterizado e comprovado ser mais outro descaso para com os eleitores, e fazem por merecer a devida resposta nas urnas dia 02/10 trocando TODOS.

  A página da prefeitura no  Facebook apresentou um comunicado quanto ao atendimento das Gestantes, mas SEM COMENTAR NADA SOBRE A MATERNIDADE PROMETIDA AQUI NA CIDADE, e sem explicar porque o repasse do MInistério da Saúde não é destinado aqui para Várzea Paulista...

Se bem que Deus não deve ter nada a ver com isso, pergunta-se:  Oremos ?

 

 

Voltar

Pesquisar no site

BVP © 2012 Todos os direitos reservados.

VárzeaPaulista/SP