582 - EM BRASILIA E EM VÁRZEA PAULISTA

11/05/2016 08:40

  Hoje, 11/05/2016, vai ser um dia ansioso, dia em que o senado estará decidindo o pedido de impedimento do mandato da presidente Dilma. Como disse o repórter Boechat da BandNews, se Dilma for afastada o PT estará pagando pelo fez e pelo que não fez enquanto governo. Mas isso não pode ser visto só pelo lado negativo, disse ele, pois no inicio dos primeiros mandatos do PT o país entrou em uma nova fase da sua história e, gradativamente, ascendeu a um período de crescimento e prosperidade econômica e social, recebendo da sociedade e de todos os governos mundiais o reconhecimento de sua política de governo.

  O que hoje se argumenta contra o PT são os desmandos e abusos de uns e outros que usou do partido para beneficio pessoal, e não são poucos, e com isso foi contaminado e perdido o horizonte de seu projeto político para o Brasil ser um dos paises lideres mundiais.

  Aparentemente os “políticos” que se beneficiaram do poder em beneficio próprio, e não foram só os do PT e base aliada, mas também dos que deveriam ser a oposição ao governo, se “esqueceram” do porque foram eleitos, e “trabalharam” em função dos seus próprios interesses, e que hoje vão decidir no senado neste segundo tempo do jogo, o que a maioria dos  “políticos” da câmara dos deputados previamente já decidiram. Não se deve esquecer que há sérios e bons políticos voltados para o bem comum, mas são minoria.

  De qualquer forma, se for confirmado as previsões no cenário político de Brasília, o vice-presidente Temer vai assumir o governo e dar inicio a uma nova fase na política nacional. Se vai ser um governo que vai “resolver” os problemas imediatos do país, como desemprego, inflação, descrédito internacional, etc., isso será observado a partir do momento que assumir a presidência. Todos estarão olhando o tempo todo.

  Quanto ao PT, os comentários são de que cometeu seu próprio suicídio político com base no que foi divulgado nos noticiários, suicídio que começou com as concessões para atender as ávidas “reivindicações” do próprio PT e os da base aliada, inclusive colocando pessoal no primeiro escalão sem qualificação e competência para o cargo, apenas cumprindo compromissos eleitorais, tal qual está cometendo também o atual prefeito aqui de Várzea Paulista e outros do aglomerado urbano que, nesses casos, o julgamento de cada um será feito pelos eleitores dia 04/10/2016, dia das eleições municipais. 

  Claro, eles, os atuais prefeitos, devem estar apostando que os eleitores não irão se lembrar das promessas que fizeram em 2012 e do que não fizeram durante o mandato, e que o eleitor deverá levar em conta somente as "novas" mesmas promessas de sempre para tentarem se reeleger e, certamente, contando que eles fizeram coisas que não foram feitas por eles, como no caso do asfaltamento da "estrada da boiada", como também as que foram deixadas prontas pelos antecessores para serem feitas com verba aprovadas e tudo o mais, como no caso da Maternidade aqui na cidade, entre outras, e as do governo do Estado, incluindo as de iniciativa dos deputados do aglomerado urbano de Jundiaí.

 

 

 

 

Voltar

Pesquisar no site

BVP © 2012 Todos os direitos reservados.

VárzeaPaulista/SP