5o - Convenções - 14ª parte: Bastidores 7 - Terminando o Bolo para a Convenção

26/06/2012 09:21

5o - Convenções partidárias 2012 - Várzea Paulista

       14ª parte: Bastidores 7 - Terminando o Bolo para a Convenção

        26.06.12

        Antes de apresentarmos a Opinião de hoje, registramos que o Blog foi conferir o fundamento do mais insistente e "quente" comentário, o de que Clemente havia desistido de concorrer a prefeito. Oras, verificamos que ele permanece candidato e vai disputar as eleições, mesmo que seja com o que tiver em mãos, esperando inclusive tentarem impugnar sua candidatura após a Convenção que será realizada no sábado, 30/06, às 10:00h na sede do PSDB. Deverá contar com 22 candidatos disputando para vereador, e que pode chegar a 44.

    Também comenta-se de algumas avaliações da aceitação e rejeição de cada candidato, e que Juvenal tenha voltado a ter 31/33 % nas pesquisas, mas como essas informações não são oficiais nos abstivemos de comentar aqui os detalhes que chegaram ao nosso conhecimento em forma de possível especulação, e de não comprovação.

     Agora, ao ponto de hoje.

     Mal comparando a disputa pelas alianças nos bastidores da política de Várzea Paulista, podemos usar do exemplo de confecção de bolo para explicar os movimentos e momentos finais da mistura dos ingredientes para levar ao forno. Embora seja tarefa para experientes confeiteiros(as) e donas de casa, que fazem essas maravilhas provocarem água na boca e a delicia do paladar, que não é o nosso caso, vamos arriscar tentar alguma coisa nesse sentido.

     Para essa tarefa precisa-se dispor de:

     - vasilha adequada (candidatura majoritária, no caso a de prefeito)

     - colher para a mistura (pré-candidato e coordenadores da campanha),

     - medidores quantitativos (pesquisas de opinião),

     - trigo (partidos sem candidatos a prefeito),

     - ovos (interesses partidários e outros),

     - açucar e sal (prós e contras dos partidos disputados para coligações)

     - fermento (negociações)

     - leite (para dar "liga" e consistência à "massa")

     - forma (a "massa" com a forma final do Bolo, ou seja: as alianças firmadas)

     - FORNO (a Convenção Municipal propriamente dita, onde se verá o bolo pronto para degustação, ou seja: para disputar as eleições).

     Todo(a) aquele(a) que sabe preparar uma receita impecável conhece as dificuldades provocadas pelo mau tempo (interesses inaceitáveis e exigências descabidas), que podem comprometer ou desandar o resultado final desejado (alianças). Isso inclui a escolha dos ingredientes (partidos disponíveis para alianças), medidores (pesquisas informais feitas pelos partidos), mistura (negociações) e etapa final (alianças).

     Estamos justamente na fase final da preparação da massa, e todo o cuidado é pouco para a massa não desandar na presença da temperatura instável e reinante nos bastidores. Quente demais, desencontradas demais e indecisos demais. Boa parte do processo deve-se à certa inconsistência ou afobação ao se lidar com a mistura, outra parte pelos ingredientes apresentando qualidade duvidosa e outra ainda, talvez, pela vasilha não estar aceitando comportar o volume das exigências. Mas o bolo vai sair assim mesmo, apetitoso ou não, e será apresentado na Convenção no próximo sabado para deleite dos que vivem de expectativas tais, colocando-o a seguir para avaliação e aprovação dos juízes: os eleitores. E a partir de então, só no decorrer da avaliação é que iremos saber das tendências dos juízes.

    No ambiente (bastidores) onde cada confeiteiro prepara seu bolo, com sua temperatura instável e incontrolável, observamos que:

    - alguns ovos estão chôcos (interesses não aceitáveis, de jeito nenhum),

    - alguns medidores não coincidem com os dos outros (pesquisas), mas cada um afirmando ser seu o correto,

      obs.: em alguns momentos houve "coincidência" nos números, mas que os desfavorecidos ignoram ou afirmam ser "inveridicos", mas isso é prática de campanhas com confeiteiro estressado. Faz parte do processo, e é normal.

    - alguns ambientes andou com temperaturas muito altas, inclusive com um confeiteiro perdendo a mão da mistura, e quase fazendo a massa desandar durante uma forte crise de insatisfação, mas aparentemente conseguiu salvar alguma coisa para fazer o bolo,

    - o enfeite de cada bolo (vice-prefeito) ainda é desconhecido, mas estão providenciando na medida que bolo vai sendo terminado, mas um dos confeiteiros está apurado com alguns ovos (interesses), e um tumulto nesse quesito quase chegou às vias de fato, tal ficou quente o ambiente (reunião),

    - um outro confeiteito ainda está dando duro com a massa, que se mostra dificil na liga,

    - alguns tentam desestabilizar os concorrentes, disseminando e enviando ingredientes falsos (dados),

    - certos assistentes estão confusos e indecisos no auxilio da mistura (inclusive mal informados, atrapalhados, desencontrados ou perdidinhos mesmo),

    - por aí vai até sábado, 30/06, quando o bolo estará pronto de um jeito ou de outro.


 

 

Voltar

Pesquisar no site

BVP © 2012 Todos os direitos reservados.

VárzeaPaulista/SP