619 - V.PTA.: PROBABILIDADES ELEITORAIS 2016 PARA PREFEITO

12/07/2016 08:56

  Em 2012 as eleições aqui de Várzea Paulista apresentou os seguintes resultados, compilados do site eleições2012, e com os quais podemos especular como um exercício de probabilidades superficial. Portanto temos de 2012:

  79.730 eleitores

  10.504 não compareceram para votar

  69.226 compareceram para votar

    3.809 votaram em branco

  12.278 votos nulos

  53.139 votos válidos

  Com o número dos votos válidos acima, ou seja, sem incluir os votos em branco, nulos e os que não compareceram para votar, o atual prefeito Juvenal Rossi foi eleito com 29.911 votos, uma votação expressiva que representa 52,29% dos votos válidos. Portanto, mais da metade dos votos dos eleitores de 2012.

  Ainda considerando os votos válidos de 2012, e com as Enquetes apontando hoje o atual prefeito Juvenal com 23% das intenções de votos na sua tentativa de reeleição, podemos considerar que ele aparentemente perdeu 12.222 eleitores ou 29,29% da votação que obteve em 2012, que pode ser avaliado como somente 17.689 ainda a favor e 35.450 contra e a favor dos concorrentes, o que demonstra uma queda de 33,29% na aceitação do eleitorado de 2012 e a grande rejeição nas Enquetes já conhecidas recentemente.

  Se todos os atuais 5 adversários dividissem por igual os 35.450 votos contra o atual prefeito, então seria 7.090 votos para cada um e o prefeito Juvenal seria reeleito. O governo deve estar contando com isso.

  Se fossem 4 adversários dividindo os votos por igual, então seria 8.862 votos para cada um e o prefeito Juvenal seria reeleito. O governo deve estar contando com isso.

  Se fossem 3 adversários dividindo os votos por igual, então seria 11.815 votos para cada um e o prefeito Juvenal seria reeleito. O governo deve estar contando com isso.

  Se fossem apenas 2 adversários dividindo os votos por igual, então seria 17.225 votos para cada um e o prefeito Juvenal certamente poderia não ser reeleito. O governo NÃO conta com isso.

  De qualquer forma os votos não serão divididos como acima, ou seja as variações certamente serão acentuadas e a partir de 3 adversários a reeleição deixa de ser garantida e passa a ser quase uma loteria contra a reeleição do atual prefeito. E isso pode acontecer se alianças forem feitas entre os pré-candidatos a prefeito até o dia das Convenções Partidárias Municipais. E mais, hoje já deve ser bem mais de que 80 mil eleitores aqui na cidade.

  Além dessas variáveis, pode surgir outras novas, previstas e/ou imprevistas, como por exemplo os Inquéritos Civil em andamento contra o prefeito atual. Portanto, o que se pensa hoje nas coordenações de pré-campanha como certeza, ou que querem que seja, não é uma garantia. Nem mesmo com a maquina do governo na mão, tal qual aconteceu com o PT em 2012.

 

Voltar

Pesquisar no site

BVP © 2012 Todos os direitos reservados.

VárzeaPaulista/SP