708 - V.PTA.: RETROSPECTIVA DO GOVERNO MUNICIPAL 2013/2016 - Parte 26

08/02/2017 10:35

    GOVERNO MUNICIPAL - XI

   GOVERNO DA RECONSTRUÇÃO: 2016 - II

    ... continuação...

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e atividades ao ar livre

   Em Fevereiro, o governo municipal começou a esbanjar postagens nas redes sociais de serviços de capinação (principalmente nas escolas), limpeza de bueiros e vielas, pintura de faixas de trânsito, etc, coisa que qualquer outro governo anterior sempre fez sem “publicidade”, transmitindo a impressão que tratava o que era obrigação como sendo “conquistas do governo de reconstrução”, aparentemente para mostrar à opinião pública como sendo um governo de “realizações”. Mas isso parecia não entusiasmar a população muito bem, e a rejeição aumentava enquanto as “negociações” políticas e as contratações de comissionados publicadas no Diário Oficial começavam parecer ser o tom das estratégias preliminares para vencer as eleições 2016. Foi um mês político para o governo municipal, aparentemente instável em toda sua extensão.

  Em Março, voltou à tona a questão dos loteamentos no bairro do Mursa com o governo retirando da votação o Projeto de Lei 01/2016, que tratava da alteração da PLC 167/2006, Plano Diretor, reduzindo a área de loteamento na Região do Mursa com base no parecer técnico da Secretaria de Obras, conforme publicado no Opinião 557 do Blog. Também neste mes o Blog publicou sua Enquete consultando 815 munícipes de vários bairros e regiões, apontando um indice muito alto de INDECISOS e de REJEIÇÃO do governo municipal. Vide a Enquete no Link a seguir: Enquete 2016

  Também em março, o governo cancelou a realização do 12º OrquiVárzea sob o argumento de que as chuvas fizeram muitos estragos na cidade e era necessário dar atenção aos problemas ocasionados. Neste ponto, houve discordância da opinião pública e do orquidário Brasil Nursery, que entenderam não precisaria haver o cancelamento. Outro ponto nesta questão é que a AOVP, Associação dos Orquidófilos de Várzea Paulista, não era presidida por um profissional produtor de Orquídeas, um que conhecia o meio, os investimentos, as técnicas de cultivo e comercialização, as necessidades e interesses dos filiados, mas pela comerciante e esposa do chefe de gabinete do prefeito, quando também se questionava o porque da AOVP estar atrelada ao governo municipal. O Opinião 561 do Blog abordou a questão do cancelamento. 

  Já em Abril, mês do inicio do impeachement da ex-presidente Dilma, o governo começou a mostrar toda a força da maquina pública pela reeleição, enquanto o Diário Oficial continuava a publicar contratação de comissionados. Coordenada pelo secretário de governo e comunicação, as negociações já apresentanava alguns contornos das ações do governo para conseguir a reeleição, inclusive já surgindo comentários de que o governo estaria usando comissionados para distribuir material com fins eleitorais. Também era considerado certo que os partidos PTN, PDT e PTC formavam o bloco principal de apoio à reeleição do prefeito e, claro, bloco da mais “absoluta confiança” do secretário coordenador da campanha..


  Neste mesmo mês de abril, novo surto de dengue na cidade já se  fazia parte das conversas na cidade, aparentemente com a Zoonoses não tomando as providências necessárias e urgentes para conter o problema. Também neste mês, o ex-prefeito Eduardo do PT desafiou o prefeito Juvenal para um debate, onde uma postagem assinada pelo ex-prefeito nas redes sociais dizia: “Estou aguardando manifestação do atual prefeito. Respeitei o tempo de mais de três anos da atual gestão, ouvindo sempre as mesmas desculpas sobre a cidade estar parada, mas acho que eles já tiveram tempo suficiente para mostrar serviço. Não permitirei que continuem usando o passado como muletas!” Claro que o embate político nunca aconteceu.

  

    ... continua...

< par te 25

         parte 27 >

 

 

 

Voltar

Pesquisar no site

BVP © 2012 Todos os direitos reservados.

VárzeaPaulista/SP