726 - V.PTA.: RETROSPECTIVA DO GOVERNO MUNICIPAL 2013/2016 - Parte 43

07/03/2017 17:47

    CÂMARA MUNICIPAL E VEREADORES – Parte 10

    ... continuação de 2015...

Resultado de imagem para mudança de partido politico

  No final de agosto, o vereador Claudemir perdeu a presidência do PRP, Partido Republicano Progressista, que foi cedida ao pastor chefe da igreja evangélica Assembleia de Deus aqui de Várzea Paulista. O vereador logo começou a ser “cortejado” por outros partidos interessados em seu “cacife” eleitoral. E, claro, começou a aparecer comentários de vereadores querendo ser o vido pré-candidato Jr. Aprillanti, e com todos atentos no Congresso Nacional quanto ao andamento das mudanças nas regras de filiação para mudança de partido sem perder o mandato, principalmente os 2 vereadores “desertores” do PT que se mantinham no cargo com advogados defendendo seus interesses que também eram os do governo municipal.

  O mês de setembro transcorria “normalmente” até a última sessão pública do mês na câmara municipal, que se encerrou com um “monumental” bate-boca entre um assistente no plenário e alguns  vereadores. Tudo começou quando os vereadores foram discursar na Tribuna:

  - O primeiro foi o vereador Demércio que, com um discurso inflamado em uma sessão tensa, acusou o governo e demais colegas vereadores de manobra para permitir os loteamentos que o prefeito havia prometido acabar na campanha eleitoral 2012, etc, e isso não acontecia porque o prefeito não cumpria o que prometeu. Disse que a cidade antes precisava resolver as carências de falta de creches, escolas, serviços públicos precários, etc, antes de permitir novos loteamentos.

Resultado de imagem para desfiliação partidária

  - A seguir, a vereadora Sueli e o vereador Juarez procuraram justificar a desfiliação do PT no dia 21/09, com a vereadora Sueli usando dos argumentos da postagem que fez nas redes sociais e Juarez comentando que nas eleições 2016 seria avaliado se tomou ou não a decisão certa em sair do PT. Depois a vereadora Valdilene comentou que uma lei não pode cancelar outra lei (no caso dos loteamentos). 

   - O próximo, vereador Silas, comentou que os PLs do vereador Demércio são inconstitucionais, que só o governo pode cancelar os loteamentos através de Decreto e/ou o Secretário de Obras, e que não cabe ao legislativo mudar a questão dos loteamentos na região do morro do Mursa. A seguir abordou sobre as irregularidades apontadas pelo TCE quando foi presidente do legislativo, informando que está prestando os esclarecimentos e documentos necessários. As irregularidades apontadas foram: 

   1) adiantamentos a vereadores para viagens,

   2) consumo de combustíveis dos veículos da câmara municipal.

   Nesse ponto o vereador foi interpelado por uma pessoa da assistência, mas reagiu dizendo que não ia dar explicações a ela, e então começou nova discussão muito áspera, um bate-boca entre o vereador Silas e o ex-vereador Sulinar. A discussão entre os dois foi de acusação e em tom beirando aos gritos, onde um acusava o outro de práticas ilícitas na câmara municipal. O bate-boca entre os dois só terminou depois que Sulinar deixou o plenário. Isso foi muito constrangedor, pois o vereador Silas perdeu a compostura sendo líder do governo. Vide o Opinião 515 do Blog.

  Quanto ao questionamento do Tribunal de Contas ao vereador Silas quando na presidência do legislativo, pode ser conferido a defesa do vereador e o posicionamento do TCE no Opinião 518 do Blog

   ... continua...

< parte 42

      parte 44 >

 

Voltar

Pesquisar no site

BVP © 2012 Todos os direitos reservados.

VárzeaPaulista/SP