887 - PSDB COM PROBLEMAS?

14/02/2018 09:25

  Então...

  1) DORIA IMPÕE DERROTA A ALCKMIN EM SÃO PAULO E EMBARALHA PLANOS PARA ELEIÇÕES

   Resumo condensado da analise de Marcos Mortari

   Fonte: https://www.infomoney.com.br/mercados/politica/amp/noticia/7257630

  Decisão tomada em reunião da executiva nacional tucana atrapalha possível aliança nacional com PSB, de Márcio França.

  A contragosto, o governador de São Paulo e pré-candidato do PSDB à presidência da República, Geraldo Alckmin, cedeu à vontade do prefeito paulistano João Doria e ficou decidido que o partido fará prévias para o governo paulista em 4 de março. A data é a mesma que definirá quem será o representante da sigla na corrida presidencial.

  Embora não tenha permitido o êxito integral da proposta de uma data específica para a realização de todas as prévias estaduais tucanas, Alckmin sofreu uma derrota para o prefeito, e principalmente para o PSDB paulista, que resiste apoiar um nome de outro partido em vez de lançar candidato próprio.

  Apesar do desempenho ruim nas pesquisas de intenção de voto, a tendência atual é de consolidação da candidatura de Alckmin ao Palácio do Planalto. Contudo, a decisão tomada na última quarta-feira prejudica os planos de firmar uma aliança nacional com o PSB a partir da figura do vice-governador Márcio França.

  2) ALCKMIN NÃO SE SENTE “SABOTADO” POR FHC

   Fonte:  https://www.oantagonista.com/brasil/alckmin-nao-se-sente-sabotado-por-fhc/

  Enquanto os seus assessores xingam FHC, Geraldo Alckmin foi instruído a bancar o fino. Ele terminou o seu dia dizendo o seguinte a jornalistas, no Palácio dos Bandeirantes: Vivemos momentos na política de incivilidade. Política é arte, ciência ao encontro do bem comum. Não é guerra, não é mata-mata. Luciano Huck é uma excelente liderança, jovem, amigo do presidente Fernando Henrique já há alguns anos e inclusive já me ajudou, fez campanha comigo na Zona Leste quando eu fui candidato a prefeito de São Paulo em 2000. Então, gestos de estímulo são muito positivos. Eu também estimulo as novas gerações, as novas lideranças que participem da vida pública.”

  E mais: “Se (Luciano Huck) vai ser candidato, cabe a ele definir. O presidente Fernando Henrique é um estadista. Aliás, devo a ele a escolha para ser presidente do PSDB.”

  E ainda: “Não me sinto sabotado por ele (FHC). Estivemos juntos sábado retrasado. Ele fez questão de vir aqui tomar um café comigo.”

  3) ALÉM DA SOMBRA DE HUCK, ALCKMIN ENFRENTA DORIA

   Final do artigo de Josias de Souza

   Fonte: https://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2018/02/09/alem-da-sombra-de-huck-alckmin-enfrenta-doria/

  Nesta quinta-feira, Doria encontrou-se em São Paulo com Michel Temer e o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, que cogita disputar o governo paulista pelo PMDB. Realizada a portas fechadas, a reunião resultou em duas versões antagônicas. Correligionários de Temer fizeram circular a informação de que o presidente aconselhou Doria a permanecer na prefeitura, abstendo-se de disputar a poltrona de governador. O prefeito por sua vez, desperdiçou saliva difundindo a versão segundo a qual a conversa abriu caminho para a negociação de uma coligação com o PMDB no Estado e no país.

  Alckmin observa o vaivém de sua criatura com um pé atrás. O governador já não confia integralmente no prefeito que apadrinhou. Em privado, receia que Doria volte a ser mordido pela mosca azul da Presidência da República, convertendo-se numa espécie de Huck doméstico. Como se vê, o tucanato se esforça para confirmar a fama que tornou o PSDB um partido de amigos 100% feito de inimigos.

 

Voltar

Pesquisar no site

BVP © 2012 Todos os direitos reservados.

VárzeaPaulista/SP