938 - V.PTA.: O GOVERNO MUNICIPAL E O IMBROGLIO COM O GRUPO BEM VIVER DA 3ª IDADE

18/04/2018 09:50

  Então, dia 19/08/2012 o Blog foi conhecer o Grupo Bem Viver da 3ª Idade, sem fins lucrativos, na Av. Duque de Caxias, 355 - Bela Cintra (Próximo Padaria Master Pão) aqui em Várzea Paulista, e publicamos uma matéria para divulgar o pouco conhecido Grupo, que pode ser vista clicando aqui. Na época o grupo estava sob a presidência da sra. Dionete, e o Blog tomou a iniciativa de ajudar a entidade na divulgação, inclusive contribuindo com várias ações práticas em favor da entidade. Entretanto, com a proximidade das eleições 2012, alguns políticos descobriram que Várzea Paulista tinha cerca de 7.000 idosos na época, e isso foi o suficiente para acender o interesse e o assédio sobre o Grupo de alguns deles, pré-candidatos a vereador, para fins eleitoreiros, principalmente dos que queriam se reeleger prometendo “resolver” a questão do repasse insuficiente da verba institucional ao Grupo Bem Viver. Inclusive aconteceu até “intenções” e “discussões” de vereadores nas sessões da câmara municipal.

  Mesmo com o evidente interesse eleitoreiro na “ajuda”, a então presidente do grupo se permitiu acreditar nas promessas, inclusive do candidato a prefeito que venceu as eleições e nada fez em favor da entidade dos idosos, ou pouco fez depois que assumiu. Em julho de 2010, a Câmara Municipal de Várzea Paulista aprovou, por unanimidade dos vereadores presentes, a lei que garantia a criação do Conselho da Pessoa Idosa, de autoria do ex-prefeito Eduardo T. Pereira. Em 2017, mês de junho, tomou posse o atual Conselho Municipal da Pessoa Idosa de Várzea Paulista, com a promessa de lutar por políticas públicas em benefício à terceira idade, e fiscalizar as ações da Prefeitura. Neste evento, o prefeito discursou dizendo que “a Prefeitura deve ter uma quantidade maior de recursos a áreas como de lazer e outras que beneficiam a terceira idade, no segundo mandato do gestor, uma vez que no anterior foi preciso destinar mais verbas a obras estruturais.”

 Ora, conforme os muitos comentários e denuncias nos bastidores do governo municipal e opinião pública, sem o governo municipal explicar convincentemente o pôrque de ainda não ter feito o Chamamento legal para Renovação do Contrato do repasse, conforme exigido na Lei do Marco Regulatório, considerando a data expiração do contrato vigente até dia 26/04/2018, como já aconteceu e acontece em outros prazos perdidos pela administração pública, o Grupo Bem Viver pode deixar de receber R$ 3.000,00 por mês, o que colocaria o Grupo em situação precária a ponto de comprometer a sobrevivência.

  Bom, a câmara municipal foi contatada para intervir na questão, e o prefeito então recebeu o Grupo Bem Viver. Nessa reunião, o prefeito “sugeriu” que poderia solicitar um repasse maior se o Bem Viver concordasse que a assistente social do Grupo também atendesse o CRAS, Centro de Referencia de Assistência Social. Mas porque? Não tem assistente social no CRAS? Também sugeriu mudar o nome da entidade, e que se não estivessem contentes que mudassem de cidade, da mesma forma como tem sugerido o gestor de comunicação, planejamento e inovação nas redes sociais. Deve ser a política religiosa do “Deus no comando” e “A Paz Irmão(ã)”. Claro, o Grupo ficou muito chateado e indignado com o tratamento recebido do prefeito. 

  Para tentar “consertar” o estrago feito pelo prefeito que, só por Deus, segundo os muitos comentários nos bastidores, tem uma natureza indelicada e até agressiva no trato com as pessoas, a gestora do desenvolvimento social convocou uma reunião com o Bem Viver para oferecer um “espaço” no Fundo Social do governo municipal, mas a direção do Grupo não se manifestou a favor ou contra e ficaram de levar a questão ao Conselho Municipal do Idoso. Portanto, o grupo permanece na sede atual.

  Acionado, o deputado Jr Aprillanti conseguiu disponibilizar verba de R$ 50.000,00 ao Grupo, diretamente na conta bancária do Bem Viver, sem ter que passar por toda a burocracia da prefeitura. Com os R$ 50 mil reais, o Grupo terá um bom tempo para se reestruturar, enquanto espera para ver se o governo municipal toma uma atitude para com os idosos da cidade. Será?

 

Voltar

Pesquisar no site

BVP © 2012 Todos os direitos reservados.

VárzeaPaulista/SP