978 - TEMER AGORA MISTURA BOLA COM FAIXA PRESIDENCIAL

16/06/2018 08:17

   Por Josias de Souza

   Fonte: https://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2018/06/15/temer-agora-mistura-bola-com-faixa-presidencial/

  Embora se declare torcedor do São Paulo, Michel Temer não é um entusiasta do futebol. Se frequentasse estádios, talvez repetisse uma dúvida da grã-fina do cronista Nelson Rodrigues: “Quem é a bola?”. Mesmo assim, Temer enxergou na Copa do Mundo uma oportunidade para atenuar sua impopularidade de 82%. O presidente pendurou um vídeo nas redes sociais. Nele, estabeleceu com a arquibancada uma conexão inexistente. ''A partir de agora, desaparecem todas as diferenças, prevalece nossa alma verde e amarela”, disse ele. “Todos nós estaremos juntos na mesma torcida, na mesma fé, na vitória de nosso país. É hora de todos nos somarmos aos 11 que estarão no gramado''.

  Como se fosse pouco, Temer tentou atenuar a ruindade do seu governo exaltando a excelência do time de  Tite: ''É hora de acreditar na força da camisa verde e amarela, no talento de nossos jogadores, na tradição da única seleção, convenhamos, pentacampeã do mundo. O Brasil sempre é favorito. Os jogadores unidos formam um time fortíssimo.'' O truque de misturar bola com faixa presidencial é velho. Nasceu com os generais da ditadura. Os passos seguintes já estão esboçados. Vencida a Copa, Temer convidará os campeões ao Planalto, para fazer desajeitadas embaixadinhas ao lado de um constrangido Neymar.

  Em 2014, a Copa das Copas começou com uma vaia para a então presidente Dilma Rousseff na partida inaugural, no Itaquerão. E terminou com o fiasco dos 7 a 1 na partida contra a Alemanha. Para sorte de Temer, a nova competição ocorre na Rússia. A televisão lhe serve de escudo contra as vaias. Com seu vídeo, porém, Temer abusa da sorte. Ele cutuca a torcida com o pé, para ver se ela morde. Se fosse possível, os 13 milhões de brasileiros que estão no olho da rua se juntariam num estádio para endereçar um coro a Temer: “Me inclua fora dessa.” Supondo-se que cada desempregado integre uma família de quatro membros, pelo menos 52 milhões de pessoas ouvirão uma voz vindo do fundo da consciência para avisar na hora que forem assistir ao vídeo de Temer: “Farsante!”

  Além de flertar com o ridículo, a mensagem de Michel Temer deixa o brasileiro em posição desconfortável. No próximo domingo, muitos talvez se sintam culpados ao torcer para a seleção, imaginando que podem estar servindo aos interesses de Temer. Outros talvez façam questão de berrar “fora, Temer” depois de comemorar cada gol, para não ficar mal com os vizinhos. A menos de seis meses do dia em que será enviado de volta para casa, Temer já não reúne condições de restaurar sua imagem. Faria um favor inestimável à coletividade se tomasse chá de sumiço durante a Copa, deixando a torcida torcer em paz.

 

Voltar

Pesquisar no site

BVP © 2012 Todos os direitos reservados.

VárzeaPaulista/SP