V.PTA.: A ARVORE, A CALÇADA, OS RISCOS DE DANOS E O DESCASO DA GESTÃO DO MEIO AMBIENTE

19/06/2018 07:42

  Desde 2014 estamos solicitando poda dessa árvore e até hoje nada. Primeiro disseram que tinham ido ao local e viram que a árvore está realmente muito alta, porém não tinham onde descartar os galhos. Quando questionados pela segunda vez, disseram que  a árvore foi podada em 2016,  tudo anotado num "relatório"... mentira pois ninguém esteve no local podando sequer um galho. Agora, indagados pela terceira vez, disseram que enviaram um tal de Claudemir, suposto ambientalista da secretaria de meio ambiente, e o mesmo disse que não pode podar por ser um IPÊ.

  O intrigante é que o ambientalista não viu o estrago que as raízes fizeram na calçada, toda estourada, não viu que as raízes podem estourar os encanamentos de água e esgoto, e que as raízes estão abalando a estrutura do muro da residência. O bom senso do ambientalista não viu que num dia de temporal a árvore está correndo o risco de cair e causar tamanho acidente, podendo cair sobre carros e pedestres. Pode levar toda fiação elétrica dos postes, uma vez que a mesma está mais alta que o poste..

  Caso essas coisas aconteçam, quem se responsabilizará uma vez que o plantio foi feito pela prefeitura e a mesma, na sua incompetência, nunca fez uma manutenção?

  E se nós moradores fomos fazer uma poda sem autorização do meio ambiente levamos uma considerável multa...

  Lembrando que árvore de ipê costuma dar flores né?? E essa não dá nada além de folhas que entopem as calhas

  Fica a pergunta: esse Claudemir é realmente ambientalista e conheça mesmo de árvores? E será que realmente foram até a residência verificar a árvore?

  Esta semana estarei indo até a delegacia fazer um Boletim de Ocorrência contra a prefeitura e a gestão de meio ambiente, uma vez que estão sendo omissos e irresponsáveis diante dos acidentes que podem acontecer...

  Em minha singela opinião, digo que este governo está de perseguição comigo, uma vez que está árvore está na calçada da casa da minha mãe, e vendo meu sobrenome, seguiram com o "protocolo de deixar esperando" uma vez que, desde o início desse desgoverno, tenho feito minhas críticas, reclamações e cobranças sobre tudo que vejo que está errado e parado na cidade...

  Mas se eles gostam de brincar de pega-pega, eu também gosto... "quer dizer que se for um ipê devemos deixar estourar calçadas, entupir calhas, estourar canos, arrancar fiação elétrica??"

  É assim que funciona o meio ambiente de Várzea Paulista?

  Então porque arrancaram tantas árvores frutíferas de anos que não atrapalhava ninguém do córrego Bertioga??

  Será que o sr. Professor de matemática, gestor do meio ambiente pode explicar por favor?

 

Voltar

Pesquisar no site

BVP © 2012 Todos os direitos reservados.

VárzeaPaulista/SP